domingo, 31 de outubro de 2010

Vida sem vida. . .

Vagando em meio a um labirinto escuro,
perdido na dimensão do esquecimento
minha vida ja nao tem mais alegria, me restando o tormento
vida que tortura, vida que esmaga, vida que humilha. . .
será q alguem por aih pode me ver, entender, ajudar?

Meu maior desejo é a solidao, que me prende a tudo isso. . .
creio que o prazer nunca vai faser parte de mim,
Tristesa me corrói, me destrói e me manda à esse mundo morto...
Contudo me atrai, me encanta, me fascina
me conquista cada vez mais, me afastando do mundo normal

Sou alma sem rumo, sem vida, sem expectativas,
morte seria a solução mais eficaz para tudo. . .
me tiraria desse cimitério de pessoas vivas,
e enfim livraria-os de mim,
Queimaria para sempre esse retrato desfalecido da minha alma. . .

4 comentários:

Caio disse...

raizes do lacrimosa nessas palavras -q

Valerius, Stella Nebulosa disse...

Você expressa desejo de morte com essas palavras.

priscila disse...

boom d+ adorei ;D

Perla disse...

muito bom Israel...

Postar um comentário