sábado, 1 de janeiro de 2011

Alguém. . .

Vez por outra,
na escuridão da noite,
me pego em pensamentos,
quel seria a diferença sem mim?
o que mudaria no mundo?

Como Seriam as pessoas?
Mudaria algo?
e a resposta que me vem,
Não, sempre não
seria apenas mais um no mundo.

Suplico-lhe, me mostre a vida,
me dê a liberdade.
arranca todas as correntes,
que sufocam meu coração
que me impedem de viver . . .

0 comentários:

Postar um comentário